Mulher morta pelo esposo por não cozinhar
A mulher de 36 anos de idade, residente no município do Lubango, província da Huíla, foi espancada mortalmente pelo seu esposo, supostamente por ter recusado de fazer o jantar deste, que se encontrava embriagado.

A informação foi avançada nesta segunda-feira, no Lubango, pelo porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional da Huíla, inspector-chefe Luís Filipe, tendo referido que o presumível criminoso usou um pau para agredir a esposa, que acabou por falecer no Hospital Agostinho Neto.

O responsável fez saber que o acusado de 30 anos de idade, é desempregado e estava embriagado na altura da agressão.

Disse que o crime ocorreu no bairro do Tchioco e o presumível autor da morte da esposa já está detido, numa das esquadras da região para possíveis tratamentos.

"O crime aconteceu no último sábado, após o casal ter consumido bebida alcoólica, na via pública. Depois, foram para a sua casa onde o acusado exigiu que a vítima fizesse o jantar, mas esta negou-se a confeccionar a refeição, motivo que originou a briga", contou.

Fonte: Angop

REAÇÕES

COMENTÁRIOS