Morreu o músico Waldemar Bastos


O consagrado músico angolano Waldemar Bastos faleceu esta segunda-feira, em Portugal, segundo avançou à agência Lusa.

Waldemar Bastos, foi um dos mais consagrados artistas lusófonos e dos primeiros artistas angolanos a alcançar a internacionalização, morreu esta segunda-feira de madrugada em Lisboa, aos 66 anos. 

Radicado em Portugal, estava em tratamentos oncológicos desde há um ano, referiu a mesma fonte. Era casado e deixa dois filhos.

Waldemar Bastos era uma das vozes mais respeitadas da música angolana. Acompanhado pelo seu violão, ou pela London Symphony Orchestra, o músico, que se considerava um cidadão do mundo, frontal, "sem papas na língua", é autor de temas como "A velha Chica" e "Sofrimento".

Nasceu em Mbanza Congo. Foi com o pai, antigo seminarista, que tocava órgão e violoncelo, que começou a tocar concertina.

Em 2018, Waldemar Bastos foi distinguido com o Prémio Nacional de Cultura e Artes, a mais importante distinção do Estado angolano nesta área.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK