Médico cubano viola paciente de 16 anos


Médico de 60 anos é acusado de violentar sexualmente uma paciente adolescente no bairro Dunga, no Uíge.

O homem, de nacionalidade cubana, radicado em Angola, vai esta quinta-feira ser ouvido em primeiro interrogatório judicial pelo magistrado do Ministério Público (MP) junto SIC-Uíge, para conhecer as medidas de coacção a aplicar.

Segundo o porta-voz do SIC-Uíge, o caso ocorreu no interior de uma clínica, quando o suspeito, em serviço, pediu à vítima, uma menor, de 16 anos, que, entretanto, estava internada na clinica, para ir à sala de observação no sentido de realizar exames.

"O médico mandou-lhe despir as roupas e praticou o acto ilícito com a menor", conta, salientando que a vítima, "após notar o movimento estranho do médico gritou", o que despertou os demais trabalhadores que se encontravam no local.

"Foram desenvolvidas diligências de investigação, as quais permitiram identificar o suspeito da prática dos crimes em causa, bem como a circunstância em que estes ocorreram", relatou.

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
2
   

Comentários