Matou a esposa e filha escondeu corpos no tanque - Ainda assim foi a Polícia abrir queixa


Isabel Tomás, de 28 anos, e da sua filha de apenas dois anos, dadas como desaparecidas no passado dia 24, foram encontradas três dias depois mortas no interior de um tanque de água, no município do Kilamba-Kiaxi, em Luanda. Marido é o principal suspeito do duplo homicídio.

Segundo fez saber o NJ, o acusado chegou a fazer participação numa esquadra policial dando conta do desaparecimento da mulher e da filha,afirmando que estas supostamente teriam sido raptadas.

De acordo a fonte as evidências não foram bem clarificadas dados relatos dos familiares, que dão conta que o casal tinha um relacionamento marcado por discussões. Cinco dias antes do desaparecimento de Isabel Tomás, a mesma tinha reunido os seus familiares "e chegou alertar para o terror que vivia com o marido, contando que já tinha feito duas queixas-crime de agressões físicas contra o marido no posto policial do Calemba II, mas o marido nunca chegou a ser intimado".

Até que se prove o contrário o acusado ficará detido no Comando Municipal do Kilamba Kiaxi da Polícia Nacional (PN), aguardando os resultados da autópsia da equipa do Laboratório Central de Criminalística(LCC).

"Os médicos nomeados para este caso, tão logo termine a realização da autópsia, vão divulgar um relatório preliminar, revelando a causadas mortes de mãe e filha", pode ler-se.

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
3
   
0
   
1
   
4
   
12
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK