Manuel Vicente não é sobrinho de José Eduardo dos Santos, diz empresa de Sindika Dokolo


Na sequência de uma investigação, a Exim Energy BV, empresa de Sindika Dokolo, demarca-se de ter ligações familiares com o antigo presidente da República.

As autoridades holandesas desencadearam uma investigação a Exim Energy BV, com Galp Energy, com “a finalidade averiguar se existem relações familiares que possam ter influenciado a celebração de contratos, parcerias ou relações comerciais entre a empresa Exem ou empresas relacionadas com Sindika Dokolo e a Sonangol (na altura em que o Sr. Eng. Manuel Vicente era PCA da Sonangol).”

A empresa do esposo de Isabel dos Santos informa “ainda que o Sr. Eng. Manuel Vicente não é delfim nem sobrinho de José Eduardo dos Santos". Sendo assim, considera falso o artigo publicado no último fim-de-semana.

“Esclareceu-se ainda que a Exem é accionista de 40% da empresa Esperaza, na qual a Sonangol detém 60%. A Exem acordou o investimento e a sua participação na Galp em 2005 com Sr. Américo Amorim, e pagou as suas acções na Esperaza com dois pagamentos, conforme o contrato de compra e venda de acções no valor equivalente a 75 milhões de euros, 11.5 milhões de euros pagos na assinatura do contrato e 64 milhões de euros mais juros pagos em Outubro de 2017 em kwanzas ao câmbio do dia, nada devendo à Sonangol pela entrada no capital da Esperaza e desta na Galp”.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK