Manifestação deixa cair membro da embaixada de Angola em Portugal


Ministério do interior exonerou, na passada quarta-feira, 26, Rosa da Silva de Almeida, a responsável pelo sector de saúde da embaixada de Angola em Portugal.

A decisão foi tornada ao público pelo despacho n° 558/2020, assinado por Teté António, não revelando os reais motivos que estiveram na base da exoneração. 

A responsável ocupava o cargo desde junho de 2017.

A intenção foi concretizada depois de na Segunda-feira, 24, vários sites de informação, inclusive Angola-Online, terem informado que dezenas de doentes angolanos em Portugal organizou uma manifestação junto à embaixada de Angola em Lisboa, por falta de subsídios de alimentação e alojamento.

Gabriel Avelino, líder da associação de doentes angolanos, salientou na altura que a falta de pagamento dos subsídios por parte do governo, está a gerar situações graves entre aqueles que estão em Portugal para tratamento médico. 

Este líder associativo disse ainda que o objectivo da manifestação é levar os responsáveis da embaixada a ouvi-los e tentarem resolver o problema. 

" há mais de 30 dias que estas centenas de pessoas deixaram de ter as três refeições diárias", dissertou o responsável. 

Fonte: NJ/Angola-Online

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK