Mais vigilância nos próximos dias


Governo tem data para inauguração do CISP – Centro Integrado de Segurança Pública

Publicidade

Publicidade

O Governo vai implementar na capital do país, Luanda, o CISP — Centro Integrado de Segurança Pública, uma plataforma tecnológica que visa, entre outros, ampliar a troca de informações entre as forças policiais e órgãos estratégicos de segurança de todo o país.


Mais de 700 câmaras já terão sido instaladas em Luanda. Conectadas em tempo real, as câmaras surgem como um "input" ao trabalho das autoridades de ordem e de segurança quanto à identificação de pessoas e monitorização de espaços públicos.


Com a afixação destes meios tecnológicos nas ruas de Luanda, as autoridades pretendem que o projecto, financiado através de uma linha de crédito com a China, ajude órgãos policiais, de trânsito, bombeiros, emergências médicas a darem uma resposta mais eficiente aos actos de manutenção e preservação da ordem pública e de situações de sinistralidade.


Um dos acessos a esta plataforma será feito pela efectivação de uma chamada, utilizando o número 111, que é de fácil assimilação e utilização, inclusive para as camadas mais vulneráveis, tais como crianças, idosos e pessoas com características especiais.


O terminal telefónico do CISP vai permitir que as solicitações de emergências dos cidadãos sejam rapidamente atendidas e despachadas para os órgãos que integram os ministérios do Interior e da Saúde, bem como de outras forças de defesa e segurança.


O sofisticado centro deve abrir as portas no início da próxima semana, com o corte de fita a ser feito pelo Presidente da República, João Lourenço, bem na frenética avenida Ho Chi Minh, em Luanda, onde foi instalada a sede do projecto.


Menosfio

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK