Mais de mil cidadãos estão detidos preventivamente há mais de  3 anos


Cerca de mil cidadãos estão detidos preventivamente há mais de três anos na cadeia de Cabembeia, no município do Icolo e Bengo, em Luanda.

O excesso de prisão preventiva ainda é uma realidade nos estabelecimentos penitenciários do país.   

Mais de mil cidadãos detidos preventivamente na cadeia de cabembeia há mais de três anos, por diversos crimes, nunca foram ouvidos pelo Ministério Público.

A revelação foi feita pelos detidos durante a visita do Provedor de Justiça, Carlos Alberto Pinto, nesta quinta-feira, naquela unidade penitenciária a norte de Luanda.

O Provedor de Justiça garantiu trabalhar para corrigir está irregularidade existente em muitas cadeias do país.

Fonte: Rádio Luanda com Angola-Online

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK