Mais de 2 mil falsos pensionistas foram descobertos
Faziam-se passar de antigos combatentes, ganhavam dinheiro do Estado indevidamente.

Dois mil e 834 é o número de falsos pensionistas que o Governo da província do Bié, através do Gabinete dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, detectou de Outubro de 2019 até à presente data, permitindo poupar aos cofres do Estado quinhentos e 70 milhões de Kwanzas.

Este processo, iniciado em Outubro de 2019, havia permitido já no rastreio, depois de três meses, identificar 154 falsos pensionistas que estavam inseridos nas folhas de salários.

Segundo o director deste gabinete na província do Bié, Isaac Machado, que falava à Angop, o governo vai continuar a realizar rastreio de modo a encontrar mais falsos pensionistas e responsabilizá-los civil e criminalmente.

Esta instituição vem sofrendo uma reestruturação desde 2019 na província do Bié, que, segundo ele, permitiu detectar que os falsos pensionistas beneficiavam de 100 mil a 300 mil Kwanzas mensalmente, quando a pensão do antigo combatente vai de 19 a 23 mil Kwanzas.

Deste processo, recorde-se, resultou, em 2019, na detenção do ex-director deste sector, Jacinto dos Santos José, na sequência de um mandado de captura da Procuradoria-Geral da República (PGR), por indícios de prática do crime de peculato.

No quadro do mesmo processo, foram também detidos os chefes dos departamentos de Administração e Gestão, Silvestre Cossengue,  e dos Antigos Combatentes,  Alcides Kapangue.

Por outra, Isaac Machado confirmou a inserção de 889 pensionistas que haviam sido retirados ilegalmente em 2019 nas folhas salariais.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
2
   
0
   
0
   
0
   

Comentários