Luanda: Médico morre subitamente depois de ser detido por andar sem máscara


Sílvio Andrade Dala morreu de repente após ser interpelado por não usar a máscara facial na via pública.

A Polícia Nacional confirmou na manhã desta sexta-feira, 04, a morte do Sílvio Andrade Dala, médico de profissão, ocorrida dia 01 deste mês após detenção pelas forças da ordem por circular na via pública sem máscara.

No comunicado de imprensa a PN explica que “após dirigir-se à Esquadra dos Catotes, no Rocha Pinto, foi-lhe explicado os moldes de pagamento da multa e não tendo um ATM (multicaixa) nos arredores, telefonou a um familiar próximo para efectuar o pagamento da respectiva multa.”

“Minutos depois, apresentou sinais de fadiga e começou a desfalecer, tendo uma queda aparatosa, o que provocou ferimentos ligeiros na região da cabeça”, diz em comunicado.

Acrescentando, “devido ao seu estado grave, foi socorrido ao Hospital do Prenda e no trajecto acabou por perecer.”

Segundo a corporação, os familiares do falecido confirmaram que o mesmo padecia de hipertensão. “Porém, e por imperativos legais, será efectuada autópsia ao cadáver para que se determine a causa da morte.”

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
2
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK