Liga pode trazer lucros de até 800 milhões aos clubes do Top 5 
Entre os patrocinadores da futura Liga Profissional de Futebol, a comissão instaladora tem negociações avançadas com empresas como SONANGOL, Zap Media e Finstar, banco BIC, banco BAI, seguradoras, Unitel, Africell e outras.

Quase três décadas depois do primeiro passo e de avanços e recuos, a Liga de Clubes de Futebol Profissional de Angola poderá, finalmente, sair do papel já na próxima época, que se inicia em Julho próximo, com Alves Simões à cabeça para um mandato de quatro anos, segundo os estatutos da futura prova.

Nesta fase, apurou o Novo Jornal, a comissão instaladora da Liga está já a negociar com alguns patrocinadores, sendo que os clubes, aqueles que nos últimos cinco anos conseguiram figurar no Top 5 da versão Girabola, com a implementação desta prova, poderão conseguir encaixar 800 milhões de kwanzas aos seus cofres, como é o caso das equipas do Petro de Luanda, 1.º de Agosto, Sagrada Esperança da Lunda-Norte, Interclube e Bravos do Maquis do Moxico.

Fonte ligada à futura Liga de Clubes de Futebol Profissional de Angola assegurou a este semanário que estarão entre os sponsors empresas como: SONANGOL, Unitel, Banco BIC, SODIAM, ZAP Media e Finstar, Banco Atlântico, Banco BAI, Africell, seguradoras, entre outras.

Até ao término das negociações com a comissão instaladora, a fonte adianta que uma destas grandes empresas poderá, no final, ver o seu naming (designação) associado à prova que, em termos práticos, substituirá o nome Girabola.

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários