Jovem de 18 anos que sofria insultos tenta explodir universidade portuguesa


Jovem sofria insultos frequentes, era isolado. Graças ao FBI a universidade português onde estudam muitos angolanos não foi atacada.

A Unidade de Contraterrorismo da Polícia Judiciária portuguesa impediu esta quinta-feira um ataque terrorista que seria praticado contra estudantes na faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e deteve um estudante suspeito de estar a planear a ação. 

O arguido é um jovem com 18 anos, de cidadania portuguesa, detido em flagrante delito com armas e "outros artigos suscetíveis de serem usados na prática de crimes violento".

O CM sabe que o jovem, aluno de engenharia, ter-se-á radicalizado através da internet e nas redes sociais. O português preparava-se para matar o máximo de alunos de uma faculdade da capital. 

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários