Jornalista da TPA Benedito Kayela afirma ter trabalhado no GRECIMA


Mas não o fez quando esteve na TPA


O jornalista publicou recentemente uma nota da sua conta das redes sociais, onde confirma o seu envolvimento com GRECIMA, mas descarta todas as possibilidades das informações postas a circular que dão conta da sua inclusão ter sido feita quando esteve na Televisão Pública de Angola (TPA).

“É falso que enquanto jornalista da TPA tivesse recebido qualquer tostão do GRECIMA, porque quando fui para GRECIA, em 2011, suspendi a minha relação contratual com a TPA. E quando regressei à TPA, os dois primeiros actos que a Semba, entidade que fazia os pagamentos dos salários dos consultores,fez, foi cortar-me o Salário e receber-me a viatura. Fiquei um mês sem salário,porque nem a TPA nem o GRECIMA me haviam pago”, lê se na nota.

Benedito Kayela, afirma em bom tom que não se sente inibido de tornar ao público a sua relação com o extinto Gabinete de Revitalização da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA).

“Portanto, não escondo, não tenho nenhum problema em assumir que era consultor sénior no GRECIMA, especialista em Assessoria de a imagem e a consultoria política, e que pelo trabalho que prestava era remunerado em kwanzas”, acrescenta o jornalista.

Vale recordar que Manuel Rabelais, ex-ministro da Comunicação Social angolano, está arrolado no processo na qualidade de ex-diretor do extinto Gabinete de Revitalização da Comunicação Institucional e Marketing da Administração (GRECIMA), por actos praticados entre 2016 e 2017.

REAÇÕES

2
   
6
   
1
   
2
   
2
   
3
   
0
   
1
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK