Jojo condena a detenção de Bento Kangamba


O radialista e humorista António Manuel Jojo, condenou hoje, no seu programa, a detenção do general na reforma Bento dos Santos “Kangamba”, ocorrido no passado sábado na zona do Xangongo, na província do Cunene.

António Manuel Jojo, considera a detenção de Bento Kangamba de "vergonhoso".  Segundo o radialista, no seu entender, tratou-se de uma acção para humilhar Bento dos Santos “Kangamba”. 

Já em liberdade sob termo de identidade e residência, o empresário e general afirma não ser “qualquer pessoa para que dois indivíduos liguem para a procuradoria a dizer que está a fugir do país”.

De salientar que Bento Kangamba foi acusado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de burla por defraudação num caso em que deve dinheiro a um casal que, em 2017, lhe teria emprestado cerca de 15 milhões de euros.

Quanto à dívida, Bento Kangamga garante que tem estado a pagá-la e que todos sabem que ela ser saldada na totalidade.

"Houve acordo entre advogados e a dívida vai ser paga”, assegura o empresário e general, que lembra que a economia do país não vai bem.

Empresário, genro do antigo Presidente, membro do Comité Central do MPLA e durante o consulado de Santos, particularmente nos últimos anos, responsável pela mobilização do partido em Luanda, Bento dos Santos Kangamba responde a um processo movido pelos cidadãos Bruno Gerardin e Teresa Gerardin, que lhe emprestaram, em 2017, 15 milhões de dólares.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
10
   


COMENTÁRIOS NO FACEBOOK