JES rompe silêncio e diz estar consternado com a morte do amigo Kundi Paihama


A morte do político e general Kundi Paihama tirou do silêncio o antigo presidente José Eduardo dos Santos, que diz “a vida tem vários mistérios.”

Numa nota de imprensa a que o Angola-Online teve acesso, o antigo estadista angolano José Eduardo dos Santos, actualmente a residir em Espanha, lamenta a morte do seu camarada e amigo Kundi Paihama. Considera a morte do general como uma grande perda para a mãe Angola.

“Com a sua morte, Angola perde um dos seus melhores filhos, que escreveu, com os seus feitos de nacionalismo e patriotismo, o seu nome nos anais da história do país. Foi-se um pai, irmão, líder, um camarada, mas temos a certeza de que os seus feitos constituem legado para muitos políticos e patriotas da actualidade, que procuram tudo fazer para o contínuo desenvolvimento de Angola", escreveu.

JES refere na nota “a vida tem vários mistérios, e o maior deles é a morte. Nunca poderemos entender o porquê de um ente amado ter que partir. A dor que sentimos é imensurável.”

“Não há nada capaz de reparar uma perda como esta, mas em nome da amizade e amor de quem fica, e em honra da memória de quem se foi, é preciso continuar vivendo. É preciso transformar o luto em uma luta pela vida e pela felicidade, e transformar a dor em saudade e serenidade”, lê-se.

Há muito o antigo presidente não fazia pronunciamentos públicos, mesmo perante o caso entregue à justiça envolvendo os seus filhos. 

Recorde-se, Kundi Paihama faleceu na madrugada de ontem, sexta-feira, vítima de prolongada doença.

REAÇÕES

4
   
1
   
0
   
1
   
1
   
1
   
0
   
1
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK