Homem morre ao lado da amante três dias antes de casar - Sexo acaba em tragédia
Um jovem que tinha o seu casamento marcado para uma sexta feira do mês de Agosto, deste ano, morreu três dias antes da data, afogado na bacia de retenção adjacente ao condomínio Jardim de Rosas, em Luanda, onde tentou mais uma vez trair a mulher com a amante de 18 anos.

Acostumado a não pagar hospedaria para satisfazer os desejos sexuais com a amante, tinha o capim e as obras inacabadas das imediações do Jardim de Rosas como preferência. O jovem de aproximadamente 38 anos, vivia na Camama, em Luanda, morreu no encontro que estava agendado como o último antes do casamento.

Na tarde do fatídico incidente, chegou no local habitual, quando eram sensivelmente 17 horas, ligou para amante e pediu para lhe encontrar no campo onde os moradores do Condomínio jogavam Basquete, e quando a amante chegou, pularam a barricada (cerca) e entraram na bacia de retenção para "afogar o ganso" depois de ingerir umas tantas cervejas.

Para o azar do potencial noivo "fornicador", antes mesmo de acontecer o coito, escorregou e caiu na bacia de retenção, tendo encalhado num ferro que lhe causa morte imediata. A "novinha" amante não conseguiu lhe salvar, nem mesmo os seus gritos de socorro que espantou os jogadores de basquete no campo serviu para lhe puxar com vida. 

Dada a profundidade do buraco tiveram que aguardar pela intervenção do corpo de bombeiro e o serviço de investigação criminal (SIC) que removeram o corpo, quase cinco horas depois porque nem a intervenção da polícia da ordem pública que chegaram mais cedo lhe salvou.

A amante, de 18 anos, encontra-se detida para esclarecer o incidente, tendo deixado em casa uma bebé de três meses, que não é filha do namorado falecido. Enquanto a noiva, sabe o Angola-Online, que está na agonia, só poderia fazer filho depois do casamento.

REAÇÕES

1
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
3
   

Comentários