Histórico: Corea do Sul acende o seu sol artificial


No pretérito dia 5, o Centro de Pesquisa KSTAR do Instituto Coreano de Energia de Fusão ligou seu sol artificial por 20 segundos a 100 milhões de graus Celsius.

O sol artificial da Coreia acende as principais potências nucleares que vêm tentando há anos desenvolver um projecto que produza tanta energia quanto o sol.

Pela primeira vez na história, o Centro de Pesquisa KSTAR, do Instituto Coreano de Energia e Fusão (KFE), conseguiu fazer seu "sol artificial ”permanece ligado por 20 segundos a 100 milhões de graus Celsius de temperatura, estabelecendo um recorde histórico.

Outras investigações já haviam alcançado temperaturas semelhantes, embora não tenham sido capazes de fazê-las permanecer tanto tempo. 

Por exemplo, Estados Unidos, Japão ou União Europeia, esta última por meio do Joint European Torus, reactor de fusão localizado no Reino Unido, alcançaram 10 segundos. A Coreia do Sul dobrou o desempenho de todos eles.

O diretor do KSTAR, Si-Woo Yoon, saudou o sucesso como um "ponto de viragem na corrida para atingir essas condições de temperatura por um longo tempo." Além disso, ele elogiou tecnologias que, segundo o cientista, “são a chave para manter o plasma em 100 milhões de graus e atingir a energia de fusão”.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK