Hipermercado Candando com luz verde na Sonangol


A PCA da Sanangol, Isabel dos Santos, aprovou novas medidas para redução de custos, isto é, de 60 para 6 milhões USD nas ofertas de Natal para os colaboradores da maior empresa pública do país.

Neste ano, face ao contexto económico e financeiro que o país atravessa, a Sonangol irá poupar uma média de 54 milhões de dólares só em cabazes de Natal.

Mas para isso, Isabel Santos, substituirá os tradicionais cabazes por cartões de consumo nos hipermercados Kero e Candando. Situação que está a gerar muita polémica, por ela ser proprietária do supermercado Candando.

Neste caso a filha mais velha do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, volta ser alvo de muitas críticas por parte de alguns internautas, que consideram esta decisão "um alegado favorecimento ao hipermercado Candando no processo de escolha dos cabazes de Natal da companhia estatal."

“Isto está muito claro, o que ela quer mesmo é ver os seus produtos a serem vendidos e está medida foi arquitetada com este proposito”, disse Paulo José, funcionário público com quem mantivemos conversa.

Segundo uma nota de imprensa da petrolífera, explica que a escolha dos dois hipermercados resultou de um concurso nacional, disputado também pelo Nosso Super e pela Shoprite. "As soluções mais competitivas, quer em termos de preços, quer em termos de oferta, qualidade, variedade e comodidade para o trabalhador foram apresentadas pelas empresas Kero e Candando", referiu a empresa em comunicado.

REAÇÕES

7
   
1
   
0
   
0
   
0
   
6
   
1
   
0
   

Comentários