Herança de Kundi Paihama traz maka na família


Na passada quarta-feira 26, Angola-Online apurou que as desavenças familiares começaram antes mesmo dos restos mortais do general terem descido a sepultura. A disputa pela herança, envolve os 13 filhos, primos e tios.

Além de fazendas, Kundi Paihama esteve também ligado em empresas de ramos diversos, como, Geogest, mineração (explora granitos negros na Huíla e diamantes nas Lundas); Gestimóvel, construção e imobiliário; Finangest, hotelaria e jogo (gestão dos casinos dos hoteis Tivoli e Marinha); Multiauto, comércio automóvel e outros. 

Recorde-se que Epadoca Paihama, o quarto filho do general Kundi Paihama numa entrevista ao Jornal de Angola, prometeu colocar em prática todos os ensinamentos que recebeu do pai, com realce para a lealdade à Pátria, amor ao próximo e a necessidade de manter a família unida. 

O ex-ministro da defesa Kundi Paihama morreu na madrugada do dia 24 de Julho do ano em curso, numa das unidades hospitalares de Luanda, aos 75 anos de idade vítima de doença.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
3
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK