Governo fica com ZAP Viva de Isabel dos Santos


O objectivo é salvar os 500 empregos.

Os trabalhadores despedidos do canal de televisão Zap Viva serão reintegrados pelo Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social que passa agora a ser o fiel depositário das participações sociais da Zap e Finistar-Sociedade de Investimentos arrestadas em 2019.

Em comunicado, a Procuradoria-Geral da República informa que cabe também ao fiel depositário praticar actos de gestão prudente para a manutenção das empresas.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   

Comentários