'Gigante' esteve perto da NBA mas líder da Coreia do Norte exigiu pagamento em trigo
Ri Myung-hun teria sido o primeiro norte-coreano e o jogador mais alto da história da competição.

Uma história que poderia ter sido de sucesso na NBA, mas acabou por 'esbarrar'... em burocracias. Ri Myung-hun, antigo jogador de basquetebol norte-coreano que no final da década de 1990 se destacou pelos seus atributos - tinha 2,35 metros de altura -, chegou a ter um pé na Liga norte-americana, mas foi travado pela relação entre o seu país e os Estados Unidos.

Enorme fã de Michael Jordan e fotografado em algumas ocasiões ao lado de Dennis Rodman, Ri Myung-hun chegou mesmo a mudar de nome para Michael Ri em homenagem a 'Air'. Em 1997, o norte-coreano treinou no Canadá, altura em que chamou a atenção de, segundo a 'Marca', seis equipas da NBA.

Mas Ri, atualmente com 54 anos, não conseguiu cumprir o seu sonho graças à lei de comércio com o inimigo, criada em 1917, que restringia o comércio entre Estados Unidos e países hostis ao mesmo, entre os quais a Coreia do Norte. Após muita insistência, Ri Myung-hun ganhou uma réstia de esperança: foi autorizado a jogar na NBA desde que não enviasse qualquer parte do seu salário para a Coreia do Norte.

Ora, Kim Jong-Il, líder do país asiático à data, resolveu fazer uma exigência: só aceitaria que o compatriota rumasse à NBA se o seu salário fosse pago em trigo, algo que fez com que as negociações caíssem por terra.

"Pensei que se pudesse jogar na NBA, acabaria por contribuir para as relações amigáveis entre o meu país e os Estados Unidos, mas os meus esforços tiveram o efeito contrário. Queriam usar-me com fins políticos. Por isso, desisti", confessou Ri Myung-hun, durante uma entrevista à 'CNN' em 1998.

O norte-coreano continuou a jogar no seu país e a representar a seleção onde, de resto, se continuou a destacar até ao fim da carreira.

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários