Fiscais das administrações e funcionários dos hospitais entre os mais corruptos, diz IGAE


IGAE luta para colocar sal nas gasosas.

Os agentes da fiscalização das administrações municipais e os funcionários dos hospitais têm sido os principais alvos das denúncias da população na Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE), informou, ontem, em Luanda, o inspector-geral, sem, entretanto, avançar números.

Domingos Gunza, que falava na assinatura de um protocolo de cooperação e partilha de informação entre  a Unidade de Informação Financeira (UIF) e a IGAE, na lista das maiores denúncias dirigidas à instituição seguem os funcionários de Conservatórias de Registos e Notários.

O protocolo entre a UIF e a IGAE foi assinado no âmbito da estratégia nacional de combate à corrupção, branqueamento de capitais, nepotismo e financiamento ao ter- rorismo. Domingos Gunza disse que a cooperação institucional tem como objectivo o controlo interno numa dimensão ampla para melhorar a fiscalização das instituições públicas. Prevê, igualmente, a criação de canais de comunicação adequados que vão permitir maior fluidez na partilha de informações que agregam valores aos processos de Inspecção, investigações e auditorias.

Domingos Gunza sublinhou que a cooperação com a UIF sempre existiu na vertente material, mas passa agora para o plano formal, que ganhará uma dimensão de maior responsabilidade.

"A IGAE tem procurado estabelecer relações de cooperação e intercâmbio com as congéneres e não só, com objectivo de obter a necessária colaboração institucional na facilitação da sua actuação e melhor alcance dos objectivos”, lembrou.

"Devemos contar com o concurso de todos os órgãos e instituições nacionais e internacionais que lidam directa ou indirectamente com matérias transversais à prevenção e combate à corrupção”, frisou, referindo-se à cooperação com o UIF.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
2
   
0
   
0
   
0
   

Comentários