Engenheiro angolano entre dez melhores jovens da indústria espacial africana


O engenheiro aeroespacial, Atanilson Tucker Cachinjumba, foi eleito um dos dez melhores jovens, com menos de 30 anos, da indústria espacial africana em 2021.

O especialista sénior do Departamento de Aplicações Espaciais do Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN), foi escolhido, por um selecto corpo de jurados, entre dezenas de representantes de quinze países africanos.

O "Top 10 Under-30 Africa – Class 2021” é uma iniciativa da empresa de consultoria e media focada em tecnologia espacial, Space in Africa. A inclusão e a diversidade estão no centro da premiação, ao darem oportunidade para os jovens com menos de 30 anos.

Superintendido pelo Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), o GGPEN tem por missão promover o uso pacífico do espaço, bem como conduzir estudos estratégicos que visam estabelecer acordos de cooperação com instituições técnicas e científicas do domínio espacial, assegurando a criação de competências tecnológicas e humanas nacionais e a transferência de tecnologia e do saber fazer no quadro do Programa Espacial Nacional.

Premiação

Lançado em 2019, em comemoração ao 50º aniversário da histórica missão Apollo 11 à Lua, o prémio "Top 10 Under-30” reúne engenheiros, cientistas, desenvolvedores de negócios, pesquisadores, defensores de políticas e académicos da África que contribuíram, mesmo que de maneira pequena, não apenas para o desenvolvimento da indústria espacial de seu país, mas também para expandir o conhecimento no crescente sector espacial da África.

O organizador da premiação, o cientista espacial nigeriano e fundador do Space in Africa, Temidayo Isaiah Oniosun, destaca a importância dos quadros para o fortalecimento da indústria espacial africana:

 

"Embora a indústria tenha muitos pioneiros importantes, nos últimos tempos, a indústria espacial em África está desfrutando de contribuições significativas de jovens inovadores, engenheiros, empresários, professores e entusiastas de outras partes da indústria”.

Engenheiro Atanilson Tucker

Atanilson Tucker Cachinjumba é engenheiro aeroespacial. Se formou como Bacharel em Engenharia (B.Eng.) Aeroespacial pela Universidade de Manchester, no Reino Unido. Também se formou na African Drone and Data Academy, uma academia patrocinada pelo UNICEF operada pelo Virginia Polytechnic Institute e pela State University, nos EUA, e pela Malawi University of Science and Technology (MUST), Malawi. É um operador de nível 1 TOP (Trusted Operator Program) certificado pela Association for Unmanned Vehicle Systems International. Participou de cursos de laboratório de voo ministrados pelo National Flying Laboratory Center do Reino Unido.

Além disso, Atanilson tem experiência com processamento de imagens e SIG pela participação em um curso oferecido pela Thales Alenia Space. Atanilson participou nas actividades de capacitação da SADC, dadas pela ITU para os estados membros da SADC. Ingressou no Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN) em 2019, onde fez parte do Departamento de Ciências Espaciais e Investigação Aplicada (DCEPA), estudando principalmente Satélites de Observação da Terra e a sua aplicação.

Participou em projectos como a aplicação de GIS e teledetecção para ajudar a reduzir o efeito da seca em Angola, através da criação de um mapa de severidade da seca, website GIS e sistema de alerta precoce.

Em 2020, juntou-se ao departamento de aplicações espaciais, pioneiro do projecto Sistema de Observação da Terra (SOT) em Angola. No Departamento de Aplicação Espacial, participou do desenvolvimento de um aplicativo SIG para planeamento urbano, que visa auxiliar o Governo a organizar melhor as cidades por meio de mapeamento de infra-estrutura, uso do solo, detecção de mudanças, etc.

Outros projectos incluem o uso de imagem de satélite e algoritmos de aprendizado de máquina, tecnologia GPS e GIS para agricultura de precisão e o uso de satélite SAR (radar de abertura sintética) para mapear derramamentos de óleo.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK