Enfermeira suspensa por cobrar dez mil kwanzas por balão de sangue


Uma enfermeira do Hospital Geral de Ondjiva, foi suspensa das suas funções ontem(29.11), por tentar vender balões de sangue a dez mil kwanzas para salvar uma vida humana, o facto ocorreu na província do Cunene.

Informações chegadas à redacção do Angola-Online, revelam que a enfermeira em serviço não chegou a prestar atendimento à paciente Helena Bimbe de 15 anos, que precisava de uma transfusão de sangue, após ter perdido o seu bebé no oitavo mês de gestação.

Diante dos factos, os familiares da vítima ficaram completamente abalados com a situação e viram-se sem saída. De acordo com a mãe da paciente, a enfermeira disse-lhe “preferes perder a filha ou vais vender o que tens?”. 

Sem saber o que fazer, a senhora procurou ligar para o governador da província para pedir ajuda face à situação que vivia.  

 “Naquele momento se não ligasse para o governador provincial, acho que perderia a minha filha”, lamentou a mãe da paciente. 

O governo local, garantiu que vai trabalhar rigorosamente com a lei e encontrar soluções para questões desagradáveis no sector da saúde local, bem como em outros sectores de atendimento ao público.

De recordar que, a enfermeira rompeu com os princípios da Organização Mundial da Saúde e com o juramento de Hipócrates, a que são submetidos os profissionais da saúde aquando da sua graduação e foi, por isso mesmo, suspensa das suas funções.

Fonte: TPA

REAÇÕES

6
   
0
   
4
   
2
   
1
   
3
   
1
   
2
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK