Empresários do sector do turismo em Benguela dizem-se abandonados e marginalizados
Dificuldades e burocracias no acesso ao crédito, falta de política de fomento e estradas degradadas impossibilitam crescimento do sector turístico na província das ‘acácias rubras’.

Os empresários inseridos no sector do turismo em Benguela sentem-se “abandonados e marginalizados” pela falta de apoio governamental e dos bancos. A afirmação é do representante da Associação de Hotéis e Resorts de Angola (AHRA), Jorge Gabriel Brito, que lamenta a situação a que estão submetidos, porquanto o sector “podia estar melhor” depois da pandemia, se tivesse os mesmos benefícios que os outros sectores têm recebido.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários