Dia 1 de Junho será histórico para Angola
A data será marcada com a cerimónia de enterro dos restos mortais do líder fundador da UNITA, Jonas Savimbi, na localidade de Lopitanga, província do Bié.

As cerimónias fúnebres acontecem depois de o corpo do fundador da UNITA ter sido exumado e submetido a testes de confirmação de ADN.

"Conforme os relatórios apresentados, verificou-se que as três equipas concluíram que as amostras analisadas confirmam que os restos mortais recolhidos no cemitério de Leuna, no dia 30 de janeiro de 2019 são do presidente da UNITA, o dr. Jonas Malheiro Savimbi. A probabilidade de identidade é superior a 99, 9999%", confirmou o líder da UNITA, Isaías Samakuva.

O desfecho representa o culminar de um processo com altos e baixos de reconciliação do país, desde a morte em combate de Jonas Savimbi, pelas mãos das forças armadas do governo, em fevereiro de 2002.

A ponte entre as duas fações foi oficialmente estabelecida numa apresentação do executivo angolano, onde familiares estiveram presentes, entre eles, o filho Rafael Savimbi, também ele deputado da UNITA.

"Sabemos todos que houve muitas histórias ligadas ao destino que teria sido dado aos restos mortais do dr. Savimbi. E, no fundo, este momento foi solicitado por nós para podermos estar tranquilos e para podermos tranquilizar todos os cidadãos que se interessam por Jonas Savimbi", afirmou.

Fonte: Lusa

REAÇÕES

COMENTÁRIOS