Despediu que levava a mulher fazer compras, foi matá-la a seguir pôs o corpo num tanque


Espancou, asfixiou e pôs o corpo da mulher num tanque. E mais; Ainda ajudou a polícia a procurar a esposa. Filhos e familiares completamente em choque.

Um indivíduo de 47 anos foi detido pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) sob suspeita de ter espancado até à morte, a esposa, Antónia Paula Feijó, 47 anos, no bairro do Zango, município de Viana, província de Luanda.

O porta-voz do SIC/Luanda, superintendente Fernando de Carvalho, disse, ontem, à Comunicação Social, no Comando Provincial de Luanda, onde foi apresentado o indivíduo, que o crime ocorreu dia 3 de Agosto do ano passado, às 16 horas, no Zango 3.

Acrescentou que o acusado e a vítima saíram juntos da residência onde moravam, a bordo de uma viatura Rav 4, para fazerem compras, tendo o marido regressado sozinho e anunciado aos familiares da mulher o seu desaparecimento. "Os familiares ao notarem que ela não aparecia fizeram uma participação de desaparecimento, junto do SIC, em Viana".

Segundo Fernando de Carvalho, três dias depois de um árduo trabalho de inteligência criminal, o corpo de Antónia Feijó foi encontrado no interior de um tanque de betão para resíduos sólidos, numa área isolada do bairro Zango1.

O corpo de Antónia Feijó foi encontrado com sinais de carbonização, de acordo com o relatório da autópsia.       

Fernando de Carvalho sublinhou que, depois da realização de perícia laboratorial, foram encontrados vestígios de sangue da malograda na roupa do marido, daí a sua detenção, como suposto culpado do crime.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários