Das 30 mil assinaturas recolhidas, FNLA só entrega 20 mil ao tribunal


A Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) entrega hoje ao Tribunal Constitucional a candidatura às eleições gerais de 24 de Agosto próximo.

O secretário-geral da FNLA, Aguiar Laurindo, disse que a remarcação se deveu a uma melhor preparação e arrumação de toda a documentação recolhida dos militantes espalhados no país.

Por seu turno, o mandatário da candidatura, João Roberto Soki, revelou que vão ser entregues ao Tribunal Constitucional cerca de 20 mil assinaturas, embora tenham recolhido 30 mil. 

O também secretário nacional para os Assuntos Políticos da FNLA assegurou que o presidente Nimi a Simbi é o cabeça-de-lista, enquanto Benjamim Manuel da Silva é o candidato a Vice-Presidente da República. 

O partido fundado por Holden Roberto participa das eleições desde a abertura democrática de Angola em 1992 até às últimas realizadas em 2017.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários