Críticas pesadas leva PCA da TPA exonerar Alves Fernandes


O jornalista da TPA Alves Fernandes, que denunciou publicamente as práticas de censura da televisão pública, foi exonerado de director do gabinete de apoio às províncias.

O despacho de exoneração justifica a ‘mexida’ com a necessidadede alterações na direcção da empresa, com vista a “ajustar os comandos e proporcionar maior dinamismo e eficiência na tomada de decisões”.

No entanto, profissionais da TPA relacionam a destituição de Alves Fernandes com as suas críticas ao desempenho dos órgãos públicos de comunicação social, mais especificamente à televisão, que se confrontam com a falta de pluralidade. “O Alves é um profissional frontal e isso não é tolerável aos olhos do poder”, declarou um colega, que vê nele “um homem do nosso tempo”.

Com Alves Fernandes, também perderam os cargos a assessora do conselho de administração, Fernanda Manuela, os directores de conteúdos do canal 1 e 2, Sérgio Rodrigues e Ladislau Fortunato, respectivamente, bem como o director do Centro de Produção do Camama, Elias André, além de dois chefes de departamento do canal 2. 

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK