Crise económica está na base da falha de água em Luanda


A província de Luanda tem registado nos últimos tempos cortes constantes no fornecimento de água potável, o que tem obrigado muitos populares a percorrem longas distâncias para conseguirem o precioso líquido.
DR

Segundo a directora comercial da EPAL, Maria de Jesus, o que está na base dos constantes cortes da água é a falta de produtos para o tratamento da água, uma vez que a crise económica também afectou a empresa e há dificuldades na aquisição dos tais produtos.

‘’Os custos operacionais são muito elevados tendo em conta os produtos químicos que "nós" EPAL usamos, para poder fazer o tratamento da própria água. São quatro produtos químicos que a EPAL faz uso para tratamento da água, assim, por metros cúbicos nós temos aproximadamente por cada produto 18 milhões de kuanzas, multiplicado por 4 vezes, as estações de tratamento que são 14, dá um valor extremamente avultado’’, disse a responsável em entrevista à RNA.

Maria de Jesus, revelou que o défice no fornecimento da água irá terminar com a entrada em funcionamento dos dois megas projectos da EPAL, ‘’o Bita e Kilonga Grande’’.

RNA

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
0
   

Comentários