Começou o crédito à habitação, requerentes queixam-se do ″elevado número de documentos″


Algumas instituições bancárias elegíveis para conceder crédito habitacional bonificado às pessoas singulares e colectivas (cidadãos e empresas), no âmbito do aviso do Banco Nacional de Angola (BNA), já estão disponíveis para conceder o crédito.

Alguns bancos comerciais pedem às pessoas singulares seis documentos pessoais e 15 institucionais. No caso das empresas, os requisitos são outros.

Segundo o Banco Nacional de Angola (BNA), o prazo de solicitação do financiamento vai de Junho deste ano a Maio de 2027.

Cidadãos ávidos por se habilitarem ao crédito, ouvidos esta manhã pelo Novo Jornal, disseram que não compreendem as razões das instituições exigirem tantos documentos, afirmando que não será fácil tratar deles.

Pedro Mauro, funcionário público, contou que a exigência para o crédito à habitação não vai ajudar em nada o cidadão.

"As instituições em Angola são demasiadamente burocráticas e tenho dúvidas que os jovens, sobretudo, conseguirão reunir todos os documentos", afirmou.

"Se não for propaganda eleitoral, a ideia é bem-vinda, mas acredito que os documentos não se conseguirão facilmente", disse Mateus André, outro funcionário público que se dirigiu a um banco comercial para obter esclarecimentos.

O jovem Inocêncio Santos, de 29 anos, recém-casado, oficial das Forças Armadas Angolanas (FAA), que também procurou esclarecimentos junto de um dos bancos habilitados a conceder o crédito, disse que ficou irritado com o elevado número de documentos exigidos.

"Os requisitos são tão elevados, sobretudo no BCI e no BFA, que para mim não faz muito sentido. Irei desistir. Sei que haverá documentos que não vou conseguir tratar", lamentou o tenente, acrescentando que "o sonho da casa própria está longe de se conseguir".

Segundo informações do BCI, um dos bancos autorizados a conceder o crédito habitação, os requisitos mudam em função dos créditos (para compra ou construção) a serem facultados a singulares ou empresas.

O valor do crédito habitação deste normativo é de até 100 milhões de kwanzas, quando existem dois mutuários ou um mutuário com uma garantia, e de 50 milhões de Kwanzas quando existe apenas um mutuário.

Os bancos estão a pedir documentos como cópia do Bilhete de Identidade (BI) do solicitante, cópia do BI do cônjuge, caso seja casado ou viva em união de facto, certidão de casamento ou declaração de união de facto, declaração de rendimento com termo de compromisso emitida pela entidade empregadora, recibo dos três últimos salários, extractos bancários dos últimos seis meses onde o cliente tinha os ordenados estão domiciliados, atestado de residência atualizado ou declaração de confirmação de morada...documentos habitualmente exigidos pelos bancos em vários outros países.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   
0
   

Comentários