Cidadão condenado por venda ilegal de apartamentos na centralidade


O cidadão Santos Muvuma, ex-funcionário da Imogestin, foi condenado ontem quinta-feira, pelo Tribunal Provincial da Lunda-Norte, a oito anos de prisão maior, acusado de vender ilegalmente mais de 15 apartamentos, na Centralidade do Mussungue.

De acordo com a fonte da Angola-Online, foram ainda acrescidas ao réu, o pagamento de uma multa no valor de 48 mil Kwanzas e 150 mil Kwanzas de taxa de justiça, por crimes de corrupção, burla por defraudação e falsificação de documentos.

A fonte avançou igualmente que, Santos Muvuma é acusado de ter comercializado de forma ilícita, um total de 16 apartamentos na Centralidade do Mussungue, Lunda-Norte, a preços de 400 a 550 mil Kwanzas.  

O tribunal condenou, igualmente, os cidadãos Pedro Mucuna e André Cuolonga, arrolados no mesmo processo, nas penas de três anos de prisão maior e o pagamento de 150 mil kwanzas de taxa de justiça, por associação criminosa.

Os co-réus Justino Tiago, Joana Cheila, Roque Eduardo e Dinis dos Santos, também arrolados no processo, foram condenados nas penas de dois anos de prisão maior e 50 mil Kwanzas de pagamento da taxa de justiça, pelo crime de corrupção activa.

Fonte: Angop

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
1
   


COMENTÁRIOS NO FACEBOOK