Caso major Lussaty: Se avizinha tempestade de exonerações - BPC na lista


Vários pesos pesados entre os suspeitos.

Uma fonte do Angola-Online avança que o presidente da República tenciona fazer várias exonerações de gestores públicos possivelmente envolvidos no caso que culminou com a detenção de oficiais das Forças Armadas afectos à Presidência.

A exoneração poderá começar no banco público BPC, um dos que se suspeita de disponibilizar as caixas de somas avultadas. A lista poderá abranger no Banco Nacional de Angola (BNA).

Lussuaty foi encontrado na posse de malas com mais de 10 milhões de dólares, mais de 700 mil euros, mais de 800 milhões de kwanzas e comprovativos de transferências acima de 1 bilião de dólares. 

REAÇÕES

2
   
0
   
0
   
0
   
6
   
0
   
5
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK