Caso 500 milhões: Valter tinha de ouvir Comité de Investimento do BNA antes da transferência


O vice-governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Tiago Dias, afirmou, em juízo, que o ex-governador, Valter Filipe, não tinha competência para transferir 500 milhões de dólares de uma conta do Banco Central para uma outra em Londres.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ouvido como declarante no caso da transferência irregular de 500 milhões alegadamente para angariar um fundo de investimento estratégico avaliado em 30 mil milhões de euros, para financiar processos estruturantes no país, Tiago Dias afirmou que, “olhando para a natureza da operação, Valter Filipe teria de ouvir, antes, o Comité de Investimento do BNA”.

Em resposta, quando questionado se foram observados todos os procedimentos internos para a realização da transferência, Tiago Dias referiu que estas questões são complicadas de se saber, quando envolvem um governador.

Porém, disse, sabia que a constituição deste fundo que culminou com a transferência dos 500 milhões dólares teria um impacto negativo no Banco Central porque os recursos deixariam de ser considerados activos de reserva para o país.

O juiz da causa quis saber do declarante se houve ou não falha do BNA para que a operação fosse bloqueada em Londres. “Pelo simples facto de a transferência ter sido bloqueada, mostra que houve falhas”, respondeu Tiago Dias.

Fonte: AO24H

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK