Casal é espancado e queimado até a morte porque supostamente eram feiticeiros


Aconteceu no Huambo.

Custódio Ngongo, de 54 anos, e Maria Ngempele, de 48, foram encontrados, depois de terem sido barbaramente assassinados na via pública, na aldeia de Cassoco Missão, arredores da cidade da Caála. As vítimas foram regadas com gasolina e incendiadas depois de terem sido mortas à pancada por um grupo composto por seis pessoas.

Os detidos, em prisão preventiva, medida de coação mais gravosa, aplicada na manhã desta terça-feira, 10, pelo magistrado do Ministério Público (MP) junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC) por suspeitas de homicídio qualificado, foram conduzido para a cadeia da comarca do Huambo, onde vão aguardar o julgamento.

O porta-voz do SIC-Huambo, Miguel Calembe, explicou que os suspeitos, após praticarem o assassinato do casal, colocaram-se em fuga e depois foram detidos em sequência da investigação das autoridades.

"A detenção dos implicados foi resultante de um trabalho aturado realizado pelas forças policiais em coordenação com o SIC-Huambo naquela municipalidade, após um mandato de detenção emitido pela Procuradoria-Geral da República (PGR) junto do Serviço de Investigação Criminal da Caála", disse.

REAÇÕES

0
   
0
   
1
   
0
   
0
   
1
   
0
   
1
   

Comentários