Calou uma das vozes mais activa de Angola
O activista dos direitos humanos e director executivo da OMUNGA, José António Martins Patrocínio, morreu nesta manha, no Hospital Geral de Benguela.

José Patrocínio, reconhecido como uma das vozes mais activas no país, sobretudo em Benguela, é descendente de uma família portuguesa que imigrou para o litoral de Angola na época colonial e que se fixou na cidade portuária do Lobito.

Criou o Centro de Informação e Documentação (CID) da OMUNGA, onde era dada formação de informática e de jornalismo aos jovens sem-abrigo.

Com 57 anos de idade, José Patrocínio deixou um filho e sempre procurou viver como um “homem livre não tem fronteiras”. 

Fonte: NJOnline

REAÇÕES

COMENTÁRIOS