Benguela: Médicos realizam partos com recurso à lanterna


Médicos afectos ao centro médico da comuna do Passi, que dista à 45 quilómetros da cidade do Bocoio, província de Benguela, estão a ser obrigados a realizar partos com recurso à lanternas, por falta de energía eléctrica.

A confirmação foi feita pela Feliciana Martins, enfermeira do referido centro durante uma visita realizada pelo administrador do município do Bocoio, Ernesto Pinto. 

Segundo a especialista, para além da falta de energia que fustiga àquela unidade hospitalar, a outra preocupação prende-se com a falta de água com que a população enfrenta, pois são obrigados a consumirem o liquido precioso oriundo das cacimbas. Situação que aumenta o índice de doenças diarreicas e da Malária. 

Bocoio é uma cidade e município da província de Benguela, em Angola. Tem 5 612 km². Em 2014, tinha 154 446 habitantes. Limita-se a norte com os municípios do Sumbe e do Cassongue, a leste com o município de Balombo, a sul com os municípios de Ganda e Cubal e a oeste com os municípios de Lobito e Benguela. 

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK