Antigos combatentes manifestam defronte ao edifício da segurança social


Dezenas de antigos combatentes manifestaram hoje defronte ao edifício da caixa de segurança social das Forças Armadas Angolanas (FAA), pelo não pagamento dos subsídios e da pensão.

Os mais de dois anos sem subsídios e pensões, fez dezenas de antigos combatentes manifestarem pela segunda vez em menos de um mês, no edifício da caixa de segurança social, em Luanda.

Indignados, os antigos combatentes não entendem porque são “maltratados”, e afirmam que vivem em condições precárias.

“Como é possível nós que libertamos o país dos colonos, não temos casa, andamos a pé e não recebemos subsídios?”, questiona senhor João, antigo combatente.

Os antigos combatentes pedem intervenção do presidente da República, José Eduardo dos Santos, e do suspenso ministro da Defesa Nacional, João Gonçalves Lourenço.

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
2
   
1
   
4
   
0
   
0
   


COMENTÁRIOS NO FACEBOOK