Angola tem menos 60 postos de abastecimento de combustíveis
Pequenos investidores controlam 43% do mercado, enquanto Sonangol continua a dominar, apesar de possuir menos 55 postos. Zaire passou da quinta para a sétima província com mais postos. 

O número de bombas de abastecimento de combustíveis em Angola reduziu cerca de 6% no primeiro semestre do ano em curso em comparação a 2019, ao passar de 971 para 911.

Dados do Instituto Regulador dos Derivados do Petróleo (IRDP) indicam que a venda de combustíveis, nos postos de abastecimento, é dominada por postos de pequenos investidores, conhecidos também por ‘bandeira branca’, com 389 das 911 bombas que estavam operacionais até ao fim de Setembro, cerca de 43%. Face a 2019, o quadro não alterou. Dados apresentados pela Direcção de Mercados e Promoção da Comercialização do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, no ano passado, davam conta da existência de 444 bombas do segmento designado por ‘bandeira branca’, cerca de 45,8% das 968 existentes na altura.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários