Angola emite carteira profissional para jornalistas


A informação foi prestada à imprensa pela presidente da Comissão da Carteira e Ética (CCE), Luísa Rogério, durante a cerimónia de entrega das novas instalações onde vai funcionar esse organismo.

As primeiras carteira profissional dos jornalistas serão atribuídas dentro de quinze dias garante a CCE

As primeiras carteira profissional dos jornalistas serão atribuídas dentro de quinze dias garante a CCE

A responsável disse que já têm todas as condições criadas, como a logomarca da comissão e o modelo da carteira, que será em suporte físico e digital.

Informou que a carteira será paga pelo jornalista, num valor ainda não especificado.

Adiantou que o cadastramento dos jornalistas será feito através do portal da CCE

Por outro lado, congratulou-se com as novas instalações, cedidas pelo Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

Importa referir que, nos termos da Lei sobre o Estatuto dos Jornalistas, para se ter acesso à profissão de jornalista em Angola tem de se ter como requisito uma licenciatura em comunicação social ou jornalismo ou ter mais de cinco anos de profissão.

As novas instalações da Comissão da Carteira e Ética situam-se no distrito do Rangel, próximo ao Instituto das Telecomunicações (ITEL). Antes trabalhava numa sala, no Centro de Imprensa Aníbal de Melo.

Os membros da CCE foram eleitos em Outubro de 2019. Trata-se de Luísa Rogério, Engrácia Matias, Honorato Silva, Miquéias de Sousa, Alexandre Africano Neto, Maria Calolo, Coque Manuel, Adelino Nguza, Ermelinda da Costa e José Gimbi.

Fonte: Angop

REAÇÕES

1
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK