Ampliação de duas subestações de energia eléctrica custará mais 71 milhões de euros
A empresa espanhola Elecnor foi escolhida pelo Governo angolano para realizar as obras de ampliação de duas subestações em Luanda e Benguela, que vão receber este ano o anunciado aumento da produção de electricidade.
Angop

Segundo o despacho do Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, que a Lusa teve acesso, relata que no total, as duas obras na subestação de Viana (Luanda), de 400/220/60 KV, e de Benguela, de 220/60/30 KV, custam mais de 71,6 milhões de euros. 

"O fluxo de potência eléctrica para a capital do país e para outras regiões deve ser notavelmente elevado", lê-se no documento.

 Acrescentando ainda que a subestação de Viana constitui uma das principais "entradas de energia" na cidade de Luanda. Estas três grandes obras no domínio da produção de electricidade em Angola deverão estar em funcionamento até final do ano e representam um investimento público à volta de seis mil milhões de euros.

REAÇÕES

2
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários