Agentes da Polícia assaltam taxista na via pública
Um homem, motorista de profissão, foi assaltado, ontem, por volta das 18 horas, nas imediações do Kikolo, em Luanda, por efectivos da polícia da ordem pública que se faziam acompanhar numa patrulha da corporação.

Pai dos dois, como apresentou-se, de 40 anos, conta que foi encontrado na paragem de táxi depois de deixar a carrinha com que trabalha num armazém onde estava a ser descarregada. 

"Eles chegaram e travaram de repente, me agarraram, e começaram a gritar é ele, é ele. E me atiraram na patrulha", desabafa, agoniado.

Adianta, no entanto, que dentro do carro foi revistado e lhe perguntavam se fumava ou carregava liamba na "quileira" (pasta) que estava na sua cintura, depois de revistarem a pasta onde só tinha os seus documentos e 16 mil kwanzas, trabalhados no dia, foi abandonado numa zona distante de onde foi tirado e "muito" escura, mas os homens da farda azul ficaram com todo dinheiro do homem.

O homem partilhou a triste experiência, na manhã de hoje, quinta-feira, quando falava para a rádio Platina, onde manifestou a sua indignação e tristeza. Disse que teve que percorrer longas distância a pé até encontrar alguém que ofereceu dinheiro para táxi.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários