Afirmações de David Mendes acerca do artigo 333 causam polémicas nas redes sociais


Através da sua conta do Facebook, o deputado angolano, David Mendes, afirmou na terça-feira última, 17, ter votado a favor do artigo 333, pelo facto do conteúdo deste artigo encontra-se igualmente no código Penal português, brasileiro e Moçambicano.

As razões apresentadas pelo deputado, vai levantado uma série de debates nas redes sociais, muitos internautas criticam a postura de David Mendes. 

"Eu votei a favor do artigo 333° do Código Penal porque vamos encontrar o mesmo conteúdo nos códigos de Portugal, do Brasil e de Moçambique", afirmou o deputado

Magalhães De Brito, um dos internautas, considera ser inconcebível que se fundamente a aprovação da lei pelo facto de existir noutros países. 

"Argumentos muito fúteis, como se fundamenta a aprovação de um artigo por consequência de o mesmo existir em outros ordenamentos", questionou o internauta

Da paz Maria mostrou-se indignado afirmando que David Mendes defendia o não copy past e hoje veio a favor porque noutros códigos encontramos.

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK