Actor preocupado com o abandono da casa de Dr. António Agostinho Neto


Recentemente, através de uma nota partilhada no Facebook, o actor angolano Raúl Jorge Rosário, lamentou o estado de abandono de uma residência localizada em Luanda, que pertenceu ao primeiro presidente da República de Angola Dr. António Agostinho Neto.

Por pertencer ao herói nacional e fundador da nação, Raúl Jorge considera que a residência poderia ser transformada num museu e não ser abandonado como está a ser feito.

Atendendo o interesse que o fundador da nação tinha pela terra, para Raúl Jorge, o local teria que ser transformado num museu temático

"Seria o local ideal para um museu temático e jardim botânico, mostrando o interesse que o fundador da Nação tinha pela terra", referiu Raúl Jorge.

O actor reafirma a necessidade de preservar as artes, e acredita ser falta de interesse dos órgão competentes em aproveitar da melhor forma o histórico espaço e faz comparações com outros contextos.

"As artes devem ser protegidas pelo Estado, quando estive em Macau, na China, a casa do fundador da República, era um museu e grátis, como é igualmente na Inglaterra, ao que parece, aqui, isso não interessa", concluiu Raúl Jorge. 

Segundo o actor, o referido local está localizado do lado esquerdo do kilamba, a caminho do Kalumbo, e haviam nele animais domésticos, plantas e horta. 

REAÇÕES

0
   
1
   
0
   
1
   
1
   
0
   
0
   
1
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK