R. Kelly condenado a 30 anos de cadeia - Só sairá com 85 anos


O cantor R. Kelly foi condenado esta quarta-feira a 30 anos de prisão por crime organizado e tráfico sexual.

O cantor norte-americano, agora com 55 anos, conhecido, entre outras músicas, pelo êxito "I believe I can fly", foi acusado de liderar um esquema organizado de tráfico sexual e abuso sexual de menores e mulheres. Depois de anos de impunidade, a formalização da acusação tornou-se num marco para o movimento MeToo.  

Ao longo do processo judicial, inúmeros depoimentos relataram que o artista submetia as vítimas, muitas vezes menores, a caprichos perversos e sádicos.  A acusação referiu em julgamento que Kelly usava a sua “fama, dinheiro e popularidade" para sistematicamente atrair e "atormentar crianças, jovens e mulheres para sua própria gratificação sexual". 

"Ele continuou os seus crimes e evitou ser castigado durante quase 30 anos e deve agora ser responsabilizado", sublinharam os procuradores. 

Entre as várias relações abusivas com menores está o casamento com a cantora Aaliyah, em 1994. Na altura, Aliyah teria apenas 15 anos enquanto Kelly tinha 27 e receava tê-la engravidado. Foi descoberto, mais tarde, que a artista mentiu sobre a idade, escrevendo na certidão de casamento que tinha 18 anos. O casamento seria anulado em fevereiro de 1995.   

REAÇÕES

1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários