Por que mulheres sentem mais frio que homens?


Não sabes? Saiba agora.

Um estudo da Universidade de Tel Aviv, realizado com pássaros, revelou o motivo pelo qual, comparativamente, as mulheres sentem mais frio do que os homens, fazendo com que ambos prefiram temperaturas diferentes. A pesquisa foi publicada na Global Ecology and Biogeography Magazine.

“Este fenômeno não é exclusivo dos humanos. Em muitas espécies de mamíferos e pássaros, as fêmeas preferem lugares quentes enquanto os machos preferem temperaturas mais frias”, disseram os pesquisadores.

Além disso, eles destacaram que a diferença de temperaturas é dada por sistemas sensoriais que se desenvolveram ao longo da evolução. O estudo foi conduzido pelo Dr. Eran Levin e Dr. Tali Magory Cohen, da Escola de Zoologia e do Museu Steinhardt de História Natural da Universidade de Tel Aviv.

“Propomos que homens e mulheres sintam a temperatura de maneira diferente. Esta é uma diferença evolutiva embutida entre os sistemas de detecção de cio dos dois sexos que está relacionada, entre outras coisas, ao processo de reprodução e ao cuidado da prole”, mencionaram os pesquisadores.

O Dr. Levin, que estuda a fisiologia e o comportamento de morcegos, observou que, na época de reprodução, as encostas do Monte Hermon (na fronteira entre o Líbano e Síria) estão cheias de machos, enquanto na parte mais quente do Mar da Galileia, há principalmente fêmeas.

E isso não acontece apenas com os morcegos, mas também com vários mamíferos que preferem se separar para procurar lugares mais quentes ou mais frios. Algo que também acontece com frequência em humanos.

O simples fato de as mulheres usarem jaquetas no local de trabalho e os homens se sentirem mais confortáveis ​​com camisetas de manga curta tem uma explicação além do gosto pela vestimenta, refletem os especialistas.

O Dr. Levin disse que “a diferença entre a temperatura é semelhante às sensações de dor vividas pelos dois sexos, e é afetada pelas diferenças nos mecanismos de neurônios responsáveis ​​pela sensação e pelas diferenças hormonais entre homens e mulheres”.

Por outro lado, Magory Cohen, pesquisadora da escola de Zoologia da mesma universidade, destacou dois pontos importantes da pesquisa:

O primeiro é que a segregação é necessária para evitar que os machos ataquem seus filhotes. A segunda é que as mulheres estão sempre procurando um lugar quente para cuidar de seus novos bebês.

“A conclusão é que, fazendo comparação com o âmbito humano, podemos dizer que esta diferença na sensação térmica tem a intenção de fazer com que o casal se afaste um pouco para que cada indivíduo possa ter sua paz e tranquilidade”, pontuaram os cientistas.

REAÇÕES

4
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários