Fazer sexo antes do casamento não é pecado mais grave, diz Papa
Papa Francisco disse, esta quarta-feira, que o sexo fora do casamento "não é o pecado mais grave". "Os pecados da carne não são os mais sérios", disse o Sumo Pontífice, citado pelos jornais britânicos.

 Francisco acrescentou que o orgulho e o ódio são pecados mais sérios e graves, adianta o DailyMail.

O comentário do Papa surge em resposta a uma pergunta sobre o arcebispo de Paris, Michel Aupetit, que renunciou na semana passada, por causa de um relacionamento "ambíguo" com uma mulher. O padre foi acusado, pela imprensa francesa, de ter um relacionamento íntimo com uma mulher.

Recorde-se que os padres, arcebispos e membros superiores da Igreja Católica seguem o celibato clerical, o que significa que se abstêm de sexo.

Segundo o The Independet, o Papa referiu que aceitou a renúncia do arcebispo, porque "foi uma falha da sua parte, uma falha contra o sexto mandamento, mas não total". O sexto mandamento significa "não cometer adultério", ou seja, não fazer sexo fora do casamento, o que, segundo a Sua Santidade, pode ser aplicado aos padres devido à regra do celibato. 

REAÇÕES

0
   
2
   
0
   
1
   
1
   
0
   
0
   
0
   

Comentários