Família angolana, Bruno Gaglisso e Giovanna Ewbank apresentam queixa contra portuguesa racista


Caso de discriminação racial aconteceu no passado sábado num restaurante na Costa da Caparica.

Os atores brasileiros, Bruno Gaglisso e Giovanna Ewbank, apresentaram queixa na GNR contra uma mulher, de 57 anos, por discriminação racial, depois desta ter insultado os dois filhos do casal num restaurante na Costa da Caparica.

A notícia é avançada pelo Observador. O caso aconteceu no passado sábado, quando a mulher insultou as duas crianças. De imediato foram chamadas as autoridades, que detiveram a mulher. 

A queixa apresentada pelo casal brasileiro é de discriminação racial. No entanto, a mulher acabou também por ser detida pelo cirme de injúria, já que ofendeu ainda os militares da GNR.

Recorde-se que, segundo apurou a VIDAS, no Clássico Beach Club, na Costa de Caparica (onde a família passa férias), a mulher terá dito para a estrela brasileira "tirar aqueles pretos imundos dali".

Nos vídeos que estão a circular pela internet é possível ouvir Giovanna a confrontar a mulher. "Racista nojenta. Filha de uma p***, é isso que tu és. Horrorosa, feia! Olha para a tua cara! Eu tenho pena de ti. Merecias levar um murro."

A polícia foi chamada ao local e a suspeita, que estava alcoolizada, foi levada depois de ter insultado também os agentes da GNR que tomaram conta da ocorrência. Foi entretanto libertada. Giovanna Ewbank e o marido, o também ator Bruno Gagliasso, já tinham dito que iam apresentar queixa formal contra a mulher que insultou as crianças. O casal adotou Titi, natural do Malawi, em 2016. E, em 2019, Bless.

Atualmente, a menina tem nove anos e o menino sete. Além deste casal, Giovanna e Bruno são pais biológicos de Zayn, de um ano. Na mesma situação, uma família angolana terá sido também insultada. 

REAÇÕES

0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   
0
   

Comentários