Covid-19  traz de volta gata desaparecida há 12 anos


Fruto da pandemia muitas verdades escondidas pelo tempo e correria da vida estão a ser redescobertas. É o exemplo da família Davies que reencontrou a gata perdida há 12 anos.

Parece uma daquelas histórias contadas na sétima arte, sim, dava até lugar a uma com base os factos. Esta é tão realista e leva-nos a reflectir da importância de olhar ao detalhe às pessoas, animais, árvores, objectos, tudo a nossa volta.

Georgie, é o nome da gata perdida há precisamente 12 anos quando os donos, a família Davies, passara férias no parque de campismo de Loch Lomond, na Escócia. Na hora de regresso a casa não encontravam o animal de estimação, na altura com três anos.

Triste, a família regressa a casa, claro sem a gata. Na verdade o animal nunca tinha abandonado aquela localidade, tendo sida posteriormente adoptada e alimentada por funcionários do parque e turistas, tornando-se mascote do local. Embora tivesse este todo tempo no parque os funcionários nunca deram conta do chip de identificação da gata. 

Na sequência da pandemia do novo coronavírus, o parque fechou e obrigou os funcionários entregarem o animal à um centro de acolhimento, onde se deu conta do chip de identificação. 

Rapidamente entraram em contacto com a família. Surpreendida Amy Davies, dona da gata, quase não acreditou no reaparecimento da gata 12 anos depois. Disposta a  dar encontro com a amiga e cobrir o tempo de ausência, Amy não pode fazê-lo e, tão-pouco ficar com a gata porque já tem uma outra de nove anos.

"O meu primeiro instinto foi saltar para o carro e ir buscá-la, mas acontece que agora temos outro gato, com 9 anos. Falei com o centro e percebi que não tínhamos espaço para ter mais um gato, fora que a Georgie, segundo o abrigo, não está habituada a partilhar atenções com outros animais", conta Amy. 

REAÇÕES

0
   
0
   
1
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK