Crise desperta criatividade dos angolanos


Muitos são os jovens que se deixam levar pela actual situação económica do país, outros, encaram esse momento como o apropriado para pôr em prática as ideias e projectos que não passavam de sonhos.
DR

Em conversa com Angola-Online, Maria Domingos, conta que não tem vergonha do que faz há muito tempo, “ desde o tempo do ensino médio que vendo gelados de múcua na escola e não vejo nenhum mal nisso. Agora que estou no ensino superior continuo com o meu negócio, como os lucros crescem consideravelmente, já tenho algumas senhoras que vendem nas portas de algumas escolas e com isso consigo pagar as minhas propinas e pagar as senhoras mensalmente”, disse.

Muitos jovens usam as redes sócias para interagir com os amigos e familiares, descontrair e até mesmo para difamar as pessoas. Outros usam para outros fins que é de transmitir valores e publicitar os seus negócios.

Aurora criou sua página do Facebook de nome “Só tranças”, onde publicita todo o tipo de trança que faz e diz que, “ faço todo tipo de tranças em minha casa e também nas casas das clientes, diz ainda que tem tido mais lucros quando usa seu material e faz as tranças ao domicílio.

Só tranças

Com tudo isso, Aurora aconselha a juventude actual a se esforçar a conseguir um negócio visto que está muito difícil conseguir um emprego nesses dias e que se apaixonem pelo seu próprio empreendimento. Assim as coisas andam melhor.

Texto de Djamila Zilda Sebastião

REAÇÕES

9
   
0
   
1
   
0
   
0
   
0
   
1
   
0
   

COMENTÁRIOS NO FACEBOOK